Por Cuca
21 junho, 2019

La Maddalena (Sardegna)

Um dos lugares mais lindos que já fui na minha vida!
La Maddalena é um arquipélago italiano, que fica na província de Sassari.
São 7 ilhas, mas apenas 2 são habitadas.
A cor do mar é surreal, parece filme…mas graças a Deus, é vida real e a gente pode desfrutar desse paraíso na terra.
Vem saber mais sobre esse lugar absolutamente encantador!
Esse post tem TUDO que você precisa para planejar a viagem perfeita.

Como disse anteriormente, das sete ilhas apenas duas são habitadas: La Maddalena e
Caprera. São inclusive as únicas que tem acesso por terra (dá para ir de carro). Digo isto, já estando dentro do arquipélago La Maddalena, este acessado só pelo mar. Deu pra entender?
As outras ilhas (Ràzzoli, Santa Maria, Budelli, Spargi e Santo Stefano), só é possível chegar de barco ou qualquer transporte aquático.
Coloquei uns mapas, para ajudar a quem estiver planejando, lendo ou assistindo meus vídeos, conseguir se localizar com facilidade.

Como conhecer as ilhas?
– Se for apenas passar o dia/ passeio de barco
Todos esses passeios costumam te levar para as 7 ilhas do arquipélogo. Dependendo do esquema, você pode almoçar no barco ou parar onde desejar para almoçar.
Opção 1: Alugar um barco particular partindo da Costa Esmeralda
O mais comum é alugar barco (com barqueiro) e passear por todas as ilhas, caso esteja em um grupo razoável ou até queira fazer um passeio romântico (só você e seu par).
Você pode contratar esse barco, através do próprio hotel que estiver hospedado. No meu hotel, eles tinham um catálogo com as opções. Podia ser para 2, 4, 6, 12 pessoas.
Opção 2: Você pode alugar ou contratar esses barcos/veleiros e passeios chegando em La Maddalena. Tem várias opções legais. Inclusive de pegar barcos para 12 pessoas e não necessariamente um grupo fechado, que você conheça todos os integrantes. Em muitos desses passeios, é servido almoço, feito pelos próprios marinheiros.
Opção 3: Fazer o passeio com um barco grande turístico, o dia todo e pagar por pessoa.
São barcos bem grandes, que fazem passeio o dia todo pelas ilhas. Pode mergulhar, param nas ilhas e etc. Aquele esquema de barco turístico, sabe?
Só que eles saem bem cedo, então cheque os horários para não perder.
-Se for passar o dia e quiser/tiver que fazer La Maddalena e Caprera de carro
Eu infelizmente não pude fazer nenhuma das opções acima. Estava grávida de pouquíssimas semanas e ficar em um barquinho com impacto não seria opção e nem em um barco grande por mais de 7 horas.
O que eu fiz? Fui em várias praias que conseguia acessar de carro. E algumas ainda tinha que andar bastante para chegar. Mas eram muito maravilhosas!!! Valeu a pena e consegui conhecer muitas praias lindíssimas, que estão na lista do musto go em La Maddalena.
– Se for ficar hospedado em La Maddalena
Quem se hospeda lá pode fazer um mix das duas coisas: alguns dias sai de barco, outros caminha pelo centrinho ou vai para praias de carro mesmo.

– Centrinho de La Maddalena
O centrinho de La Maddalena é uma coisa muito fofa e deliciosa. Aquelas ruazinhas lindicas italianas, tem igreja, várias lojinhas de produtos sardos, restaurantes, sorveterias, o porto e por ai vai. Uma delícia sair para passear a pé e bater perna.

 

Praias
Se prepare para dar um suspiro atrás do outro.
As praias são bem vazias, a maioria sem infraestrutura e escondidas.
Uma cor do mar de tirar o fôlego real. São 50 tons de azul!

La Maddalena

– Cala Francese


-Cala Bassa: Trinita e Spalmatore Giardinelli
Tem uma mini estruturinha, com um barzinho.

– Caprera
As praias de Caprera são muito maravilhosas. A minha preferida é a Cala Serena.
Tem uma ponte que liga La Maddalena a Caprera e assim você acessa por terra.

Cala Garibaldi
A gente chega nessa praia e para o carro e depois segue a pé para Caprera. Aqui também tem alguns barcos ancorados.

Cala Dadini
Uma micro praia no meio do caminho. Linda, né?

Cala Serena
Olha esse mar!!!!

Cala Corticcio
É uma das mais lindas de Caprera. Para chegar nessa tem que andar bastante e por isso, grávida eu não consegui ir. Uma outra opção é ir de barco.

Cala Andreani também é famosa.

PS: Quem quiser fazer um passeio mais cultural, em Caprera fica a casa de Giuseppe Garibaldi, que foi transformada museu. Inclusive ele e Anita estão enterrados no jardim da casa.

As outras ilhas que só se chega de barco:

Razzoli
Pelo que vi, era a menor de todas as ilhotas. É a mais próxima da Córsega.

Spargi
Dizem que as rochas tem algumas formas especiais: cachorro é a principal.
É um lugar muito lindo (redundante falar isso) e vários barcos turísticos param lá para os visitantes aproveitarem um pouquinho.

Santa Maria
A ilha não é totalmente desabitada. Tem cerca de umas 20 casa (mansões) na ilha. Mas são casas de passeio e não de moradores.

Piscinas naturais: ficam entre Santa Maria e Budelli. Os barcos param lá e você pode nadar. Vários amigos tem fotos lindíssimas no local.

Budelli
Me falaram que é uma das mais lindas. O concierge do meu hotel me contou e depois pesquisei e realmente era verdade. Tem um homem que mora sozinho nessa ilha e é considerado o guardião da Spiaggia Rossa, uma praia de areia avermelhada. Ele chama Mauro Morandi. Quem tiver curiosidade, dá um google. É tipo o Náufrago! hahah

Santo Stefano
Nela tem um forte de 1773. Uma curiosidade, é que essa ilha abriga uma base da marinha americana.

Importante:
Não esqueça de sempre ter com você: água, uma comidinha, protetor, chapéu, canga ou toalha e etc. A maior parte das praias não tem infraestrutura nenhuma. Então, para não passar perrengue, carregue sempre com você essas coisas.

Mais importante ainda: 
Se for andar de carro pela ilha, compre um guia da Sardegna, com a localização das prais, coordenadas e etc. Na época que eu fui, a internet do cel caia na estrada e perdia o gps. Daí tinha que usar do carro, que sem a coordenada não achava. Perguntar é difícil, pois as estradinhas são quase desertas. hahah Tem no post anterior que fiz sobre a Sardenha, o guia. Confere lá.

Restaurantes
– La Scogliera
É um restaurante muito delicioso, encrustrado em umas pedras. Ambiente muito lindo e super bem frequentado. Um dos mais famosos de La Maddalena.
Tem estrela Michelin, é caro e indispensável a reserva (a hostess é insuportável).
Um dos pratos mais tradicionais, é o peixe no sal.
Você pode ir de barco ou chegar de carro.

– Ristorante Magreta
Via Giuseppe Mazzini, 2, 07024 La Maddalena
É um restaurante no centro de La Maddalena, que fui parar quase que por acaso. O atendimento é muito gentil e todos muito sorridentes.
A boa notícia é que o cardápio é todo sinalizado e tem massas sem glúten. Comida muito gostosa.
Depois comentei com uns amigos italianos, que dizem frequentar nas férias.
Recomendo para almoço ou jantar.

Quantos dias ficar?
Muita gente – assim como eu – programa apenas passar o dia em La Maddalena. Eu acabei gostando tanto que voltei outro dia.
Se eu fosse planejar novamente minha viagem ou voltasse para Sardegna, com certeza ficaria uns 4 dias por lá. Ainda mais podendo andar de barco e sem limitação para caminhadas!

Onde se hospedar
São algumas opções.
Tenho alguns amigos que já alugaram casa em La Maddalena e gostaram.
Conheço pessoas que alugaram veleiro e fizeram Córsega e Sardenha e também amaram.
Uma opção mais conservadora (que provavelmente seria a minha me hospedando lá) é ficar em hotel. Nas minhas pesquisas, o que mais me agradou foi o Grand Hotel Ma & MA Resort. Hotel bem novinho e boa estrutura, coisa mais rara na Itália.

Como chegar?
Como La Maddalena é ilha, o acesso é exclusivamente pelo mar.
– Ferry
Normalmente os ferrys partem de uma cidadezinha chamada Palau.
Se você estiver hospedado na Costa Esmeralda, nos arredores de Porto Cervo, vá até Palau e de lá você pode pegar um ferry. Palau está a uns 30 minutos de Porto Cervo.
Olbia, que é a cidade que tem o aeroporto que quem vai para Costa Esmeralda costuma descer, está a uns 50 minutos de Palau.
Alghero fica a 2 horas de carro de Palau, caso você vá seguir na ida ou na volta para lá.
A travessia dura uns 40 minutos e os ferrys são ótimos.
Tem saídas bem frequentes, então dificilmente você terá que esperar muito.
Há alguns anos era 45 euros, a travessia com o carro.

Você pode fazer a travessia de carro ou a pé. Recomendo fortemente que faça de carro, pois vai precisar dele para se locomover minimamente por lá.

– Barco privativo
Outra opção é alugar um barco (com marinheiro) que saia de onde você estiver e te leve para La Maddalena e faça as ilhas, pare em um restaurante e etc, como já expliquei lá em cima.
Tem muitas pessoas que estão inclusive na Córsega (França) e vão para La Maddalena. É bem pertinho.

No meu Instagram @cuca_martins, tem várias dicas na hashtag #cucanasardegna

Outros posts sobre a Sardenha:

– Quem quiser, vale ler um post inicial sobre a Sardegna. já expliquei muitas coisas legais, principalmente sobre planejamento da viagem, bases para escolher, aluguel de carro e etc.
Hotel L´ea Bianca, na Costa Esmeralda 

Vídeos:
Na época ainda não funcionava o Instastories, então gravava tuudo no snapchat e depois editava e colocava no Youtube. Então, a qualidade do cel há alguns anos não era tãooo boa.
Tem 2 vídeos, pois fui 2 dias para La Maddalena.
Vídeo 1

Vídeo 2
Dêem um desconto para os momentos de mau humor que aparecem no vídeo, porque eu tava grávida, tava 40 graus, a gente se perdia, GPS não funcionava…. hahahha Dei risada revendo esse vídeo.
Ps: As informações da minha página no final são antigas, tenho que refazer!

Em breve mais! Com alguns anos de atraso, prometo! hahha

 

Assuntos Relacionados

Faça um Comentario no Facebook deste assunto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *