Por Cuca
27 maio, 2019

Atlantis – Bahamas


Como primeiro destino internacional para viajar com minha filha – na época com 2 anos e meio – escolhemos as Bahamas (Atlantis) e Miami.
Eu nunca cogitaria Bahamas nessa primeira viagem, mas conversei com muitas amigas com filhos pequenos e foi unânime a indicação de ir para o Atlantis.
O Atlantis é composto por 5 hotèis, parque aquático para as crianças, inúmeras piscinas, atividades, cassino, aquário, restaurantes…. Diversão para a família toda e pessoas de todas as idades.
E ainda mar azul, com água quentinha e transparente.
Vem saber mais sobre esse paraíso!

ATLANTIS – O Resort
São 5 hotéis, mais de 10 piscinas, aproximadamente 30 restaurantes, cassino, 3 praias particulares, boate, rios artificiais com correnteza, mergulho, aquário gigante, 2 centrinhos de compras (um deles com gucci, YSL, Mac e outras marcas de luxo),  academia, spa, bares e até biblioteca.
Coloquei em números para vocês entenderem a proporção do lugar e a quantidade de coisas que oferece.

HOTÉIS

O complexo abriga 5 hotéis, com categorias, preços e perfis diferentes.
Cada hotel possui sua infraestrutura e estão todos interligados. Algumas áreas comuns podem ser usadas e outras não.
Vou explicar um pouquinho mais de cada um para que vocês possam avaliar.

-Coral Towers e Beach Tower
São os hotéis mais em conta do complexo.
A estrutura é bem básica e os quartos simples.
Eles ficam mais afastadinhos do parque aquático (na verdade, bem mais afastados. Dei uma bela caminhada) e ficam mais perto do cassino e da parte mais movimentada do resort.
Ambos hospedam família. Tanto no Coral Towers, quanto no Beach Tower, é possível ficarem 4 adultos e uma criança em um único quarto.
Esses hotéis tem acesso liberado à apenas uma ou duas das praias do complexo. Elas são lindas, mas bem mais cheia e até com vendedores ambulantes (coisa que não tem nas outras).
Quem se hospeda nesses dois hotéis também não tem acesso livre as piscinas e nem a praia do The Cove.
Os quartos tem em média uns 27 m² (um deles mais um pouco e o outro menos um pouco).

– Royal Towers
O Royal é uma opção intermediária: não é nem o mais caro e nem o mais barato das 5 opções. 
Ele é enorme (acho que o que tem mais quartos), pois são duas torres.
A localização dele é bem boa, fica exatamente no meio do Atlantis, então de lá você acessa fácil qualquer um dos lugares que deseja ir.
Dentro dele fica o cassino, uma série de restaurantes (muito bons), o enorme aquário e bastante gente circulando pelos corredores dia e noite.
O quarto já é significativamente mais confortável e incrementado que dos outros dois. Inclusive a metragem: são quase 40 m e com opção de suítes maiores.
Os hóspedes do Royal Towers também não podem usar nem as piscinas e nem praias do The Cove.
Acho uma boa opção para quem não pode ficar nos 2 mais caros.

– The Reef
O The reef é um esquema mais flat, mas já em um esquema mais luxuoso. Os quartos são como mini apartamentos e tem inclusive cozinha. O tamanho mínimo é de 50 m² e vai até 240 m².
Muitas pessoas preferem se hospedar nesse esquema, pois preferem tomar café da manhã ou fazer algumas refeições em casa. Principalmente casais com filhos menores.
O the Reef fica bem ao lado do The Cove e compartilham piscinas, algumas áreas e a praia particular de acesso restrito aos hóspedes dos dois hotéis.
Os hóspedes do The reef só não podem utilizar 1 das piscinas do The Cove (que tem mesa de poker), se não me engano.
Algumas pessoas que conheço, se hospedaram no The Reef e gostaram muito.
Eu zero pensei em ir fazer supermercado nas Bahamas e preparar coisas no quarto, mas hoje considero uma opção sim.
A alimentação dentro do Atlantis é super cara e em alguns horários, não é tão simples dar comida para os pequenos.
Acho que seria minha segunda opção, caso não ficasse no The Cove.

– The Cove
O The Cove é considerado o mais luxuoso entre os cinco.
O hotel é lindooo, os quartos são luxuosos, confortáveis, grandes (variam de 60 a 449 m²).
Tem 2 piscinas particulares: uma bem rasinha e tranquila, onde as crianças brincam à vontade. A outra é de uso exclusivo dos adultos. Rolam pool parties (com aquele rebolation bem americano, sabe?), muita bebida, tem mesa de poker e etc. Ideal para solteiros (eu nunca me hospedaria num resort cheio de crianças solteira, mas ok! haha) ou casais sem filhos, pois é obviamente proibida a entrada de crianças nessa área. Inclusive, essa piscina é de uso exclusivo dos hóspedes do The Cove.
Eu acabei me hospedando no The Cove, por recomendação de amigos e amei o hotel. Ainda escolhi um com vista do mar e um pôr do sol incrível na varanda. Era um presente cada nascer e cada pôr do sol ali.
Vou fazer um post exclusivo sobre ele, com muitas fotos e explicações, ok?

DIVERSÃO PARA TODAS AS IDADES

Praia paradisíaca e inúmeras piscinas, já seriam um belo entretenimento. Mas vai muito além.
Fiquei muito na dúvida se minha filha ia aproveitar e posso afirmar que foi excelente para ela e para nós (eu e meu marido). Inclusive, ela está com 3 aninhos e meio e até hoje fala: “Mamãe, vamos para as BaNANAS de novo?”

Atividades aquáticas
Tem um parquinho aquático para crianças até uns 6 anos mais ou menos, sensacional.
A gente ia de manhã pra lá e minha bebê brincava horrores nos escorregadores, esguichos e etc.

Há vários tobogãs para adultos, espalhados pelo complexo. Uns bemmmm altos e radicais.
Inclusive, um transparente que passa dentro de um tanque de tubarões. Ui.
Repara na foto, ima pessoa passando pelo túnel em uma boia e o tubarão ali embaixo!


Rio com correnteza (Rapid River), que você vai sentado naquelas bóias enormes, sabe?

Tem uma lagoa linda de água salgada no meio do complexo.

Lá você pode fazer SUP (stand up paddle) e pedalinho. Mas essas atividades são cobradas a parte. Inclusive achei bem carinho.
Tem mergulho com golfinhos (extra também) na chamada Dolphin Cay, mergulho em um tanque gigante e mergulho com tubarões.

Piscina também é o que não falta. Deve ter umas 20, de diversos tipos e tamanhos, espalhadas por onde você andar.
Cadeiras de piscinas para todos os lados também. Cada hotel tem o sua infra e nos lugares comuns (tipo o brinquedinho das crianças), também tem.

Crianças
Fora toda a parte de piscinas e atividades aquáticas, tem um clubinho.
O Atlantis Kids Adventures é para crianças a partir de 3 aninhos (desfraldadas).
Você deixa os filhos, mas adultos não podem ficar junto.
Quando eu fui, a minha era mais novinha. Mas não sei se eu teria coragem de deixar no clubinho antes de uns 7 anos ou mais, em um hotel tão grande e no exterior. Veremos no futuro!
O clubinho é pago e custa aproximadamente $45 POR PERÍODO. Ou seja, se o seu filho for ficar a parte da manhã é 45 e a tarde, se quiser ir é mais 45. Achei bemmm caro.
Uma coisa que a Sophia amava fazer a tarde/noite, era passear pelos aquários e umas cavernas dentro do The Tower. Várias vezes, ela até tirava uma soneca no carrinho. É muitooo legal essa parte do aquário e das cavernas.

Babá: Você pode contratar babás no hotel. Eu não teria coragem, pois achei os bahamenses MUITO mal humorados e até grosseiros. A maioria.

Adolescentes
Fora tudo que já falei, tem uma baladinha para teenagers de 13 a 17 anos, chama Crush Teen Nightclub.
Dj, jogos e por ai vai…

Adultos
Tem o cassino, para quem gosta de jogar. É grande e conforme a noite vai avançando, vai ficando bem cheio. Durante o dia, com sol lá fora, é vazio (como na foto).

Academia para os que gostam de malhar e spa para relaxar.
Tem uma boate, mas não fomos. Não deve ser lá aquelas coisas, já que é um esquema meio EUA.
Dentro do complexo tem cinema e várias atividades na programação.
E sair para jantar, tomar uns drinks, bater perna nas lojas ou no Marina Village.

Praia
Eu pegava praia todos os dias bem na frente do The Cove.
Tem várias cadeiras com mesinhas e guarda sol. Mas recomendo colocar sua toalha em uma das cadeiras cedo e deixar seu lugar garantido. Todo mundo faz isso, então se não fizer, fica sem.
A praia é paradisíaca!!!! O mar é transparente, quentinho e bem calminho.
Ficava horas com a Sophia dentro do mar.

A areia é branquinha e bem fininha.
Tem peixinhos no mar.
É realmente uma das melhores praias que poderia ir com uma criança: dá pé, não tem onda, tem areia para brincar e correr… perfeita!

Marina Village
Uma espécie de centrinho, que faz parte do Atlantis. Tem lojinhas, artesanatos, restaurantes e sorveterias.
Uma delícia para passear no final da tarde ou até jantar por lá mesmo.

Lojas luxo e joalherias
Fiquei bem impressionada coma  a quantidade de marcas de luxo, que possuem loja dentro do Atlantis.
As joalherias estão mais concentradas em um corredor do cassino e já as outras marcas estão em uma espécie de mini shopping, saindo do cassino.
Tem Rolex, Gucci, YSL, Mac e quase todas as marcas mais luxuosas do mundo.

RESTAURANTES
Já começo dizendo que a comida é bem cara. Porque além dos preços, ainda tem taxas da ilha, mais taxa do cartão e por ai vai.
Mas não desanime! Tem muitas opções, então dá para equilibrar opções mais caras e mais baratas, dependendo da sua vontade.
São inúmeros restaurantes, de todos os tipos: buffet, japonês (Nobu), chinês, italiano, internacional, Starbucks, barraquinhas, sorveterias e por ai vai.
O problema é que durante o dia, boa parte dos restaurantes fica fechado. As opções, ou melhor, a falta de opção, acabam sendo as barraquinhas em volta das piscinas que servem pizza, batata frita, hambúrguer e esse tipo de porcaria americana.
Descobri no finalzinho da viagem, uma pizzaria no centrinho da vila, que vendia macarrão com almôndegas.
Enfim, vou dar as dicas logo para não desanimar ninguém com essa parte. hahah
Vou dar as dicas por refeição, pois como existe a tal questão dos horários, acho mais simples.

Café da manhã
.Tem 3 restaurantes com a opção de buffet gigante para café da manhã. Eu ia todos os dias no Mosaic, pois ficava dentro do meu hotel e era ótimo.
Não fazia parte da diária, mas a gente acabava pagando todos os dias e comíamos por lá.
O café da manhã era bem completinho, então eu que sou celíaca (não posso comer glúten), conseguia me virar bem e minha bebê também conseguia se alimentar de forma saudável.
Eu ainda pegava frutas e nuts, que ela adora, para dar durante o dia.
Outras opções são Starbucks, o buffet do Royal e o buffet do beach tower.
Se você não estiver hospedado no The Reef (se eu tivesse hospedada lá, tomaria café da manhã no quarto, com certeza), eu tomaria um super café da manhã no Mosaic ou outro buffet, para “aguentar” até o jantar.

Almoço
O Mosaic, que é o restaurante principal do The Cove, não abre para o almoço. Assim, como a maior parte dos restaurantes.
Praticamente o que tem pra comer, são aquelas coisas: sanduíche, pizza, nuggets, batata frita e etc, nas barraquinhas que ficam espalhadas por todo o complexo, perto das piscinas.
Filhos pequenos ou pessoas com restrição alimentar: não é fácil durante o dia. Tem que se programar e se virar.
No primeiro dia, passamos um perrengue com a minha filha. Ela não come pizza, hambúrguer e nada disso e na época tinha uma alimentação super saudável, então não achamos nada que ela pudesse ou quisesse comer. Teve que ser um bolinho do Starbucks e na época, uma mamadeira de leite.
Nos outros dias já pegava frutas, nuts, pão e outras coisinhas no café da manhã, para que ela pudesse comer durante o dia.
No finalzinho descobri uma pizzaria (Marina Pizzeria), na Marina Village (vilinha no porto, dentro do complexo), que tinha almôndega com macarrão. Além de ser a opção “mais saudável”, custava 10 dólares – quase de graça comparado com o preço das coisas no Atlantis.

Jantar
No jantar já é outra história. Opção é o que não falta!

Os restaurantes abrem 17:30 ou 18:30 (agora não lembro) para o jantar.
Além dos buffets de cada hotel, todos os restaurantes do cassino, da Marina Village e de todos os hotéis, estão abertos.
Pode escolher o que te faz feliz. Mas a maioria é bom reservar, acredite se quiser.
Eu jantava muito no Mosaic, o buffet do The Cove. Tem muitas opções e variedades de pratos. Era mais fácil para conseguir um arroz, carninha, legumes e etc para minha filha e inclusive para mim, que sou celíaca.
O buffet do jantar era bem variado e completo no Mosaic.

Comi no Mosaic, Nobu, Olives e um de peixe dentro do The Cove. Gostei de todos.

CELÍACOS: É uma lástima. Nada é sinalizado nos cardápios e as pessoas não tem nem muita informação sobre a questão do glúten e muito menos boa vontade.
No café da manhã e no jantar, tinha umas – pouquíssimas – opções sem glúten sinalizadinhas no buffet (sobremesa, bolachinha, bolinho e esse tipo de coisa).
Por isso, acabei tomando café da manhã todos os dias no Mosaic. Assim eu meio que fazia uma super refeição com omelete gigante, frutas, bolinhos e etc. Segurava quase o dia todo comendo barrinhas e coisinhas que havia levado e a noite jantava no buffet ou em algum restaurante possível.
Buffet é “bom”, pois sempre tem salada, legumes e carnes grelhadas. Facilita muito. Mas enjoa…

OUTRAS INFORMAÇÕES

Cartão e pulseira de identificação
Não tire a pulseira e nem esqueça o cartão. Como o lugar é grande e tem áreas de acesso restrito, você precisa de pulseira e cartão para tudo.Inclusive, o cartão do quarto é como se fosse um cartão de crédito. Você pode colocar tudo nele e não carregar dinheiro vivo butttt tem uma taxa de 10% a mais.

Como se locomover no Atlantis
A pé!!! O hotel é lindo, os caminhos, os lagos, os jardins…. tudo maravilhoso.
Em um primeiro momento, naturalmente a gente fica meio perdidão. Mas no segundo dia, você começa a se localizar melhor.
O complexo é bem grande, mas a gente andava a pé passando por dentro dos hotéis a noite e nos caminhos externos durante o dia. Bem tranquilo.
Para quem não curte ou não pode andar muito, tem a opção de pegar os ônibus que transitam de forma gratuita entre os hotéis (pegamos 1 dia) ou até mesmo taxis (acho meio desnecessário).
Se tiver filho pequeno, NÃO ESQUEÇA DE LEVAR CARRINHO!

Eu achava super tranquilo andar a pé o dia todo, mas a Sophia sempre ia no carrinho, quando a gente se deslocava pelo hotel. É bem cansativo para os pequenos. Levei meu Yoyo (preciso fazer um post sobre ele) e foi a melhor coisa do mundo.
Dica: Tenha sempre uma pashimina, casaquinho ou algo do tipo para você e para as crianças. Nos corredores dos hotéis, o ar condicionado é congelante.

Melhor época
A melhor época é algo muito relativo. Eu, por exemplo, quando vou para praia, quero verão e gosto de ir em temporada! Quando quero ficar sozinha, fico em casa mesmo! hahah
Foi exatamente isso que fiz. Fui em julho, no alto verão.
O sol tava de rachar e tomei até uma sapecada nas costas nos primeiros dias. hahaha  O que acontecia é que muitas vezes ficava meio nublado (dá até para ver em algumas fotos), mas o mormaço era muito forte. No finalzinho da tarde, alguns dias choveu e foi uma delícia.
Foi maravilhoso!
Uma boa dica é levar aquelas blusas com proteção e manga longa para as crianças.

Navios:
Muitos cruzeiros tem como parada as Bahamas. O Atlantis permite day use (pagando), então nos dias que tem navio atracado é notável que aumenta um pouco o número de pessoas. Mas o day use só dá acesso a a uma das praias e não pode acessar as piscinas e áreas do The Cove. Então nesse dia, a gente fugiu para as áreas mais restritas mesmo, para ficar tranquilo.

 Segurança
Achei o hotel seguro e fiquei tranquila lá dentro. Mas tem muita gente, então acho que não rola abandonar celular ou pertences dando sopa. Principalmente nas áreas mais muvucadinhas.

COMO CHEGAR
Brasil – EUA / EUA – Bahamas
Pegamos um vôo da Azul de Campinas para Fort Lauderdale. Dormimos 1 noite em Fort Lauderdale (vou postar o hotel) e no dia seguinte, pegamos um voo da Bahamas Air para Nassau.
Em Nassau pegamos um taxi para o hotel.
Não precisa de visto, só o americano mesmo. Mas passa por uma imigração bem chatinha nas Bahamas.

Avaliação
Eu AMEI. Foi uma viagem incrível para nós 3 (eu, marido e filha). Voltaria outras vezes.
A praia é ótima, o hotel que fiquei era excelente, comida com muitas opções, clima bom.
O ponto fraco para mim é o preço da alimentação no hotel, que é bem alto (ainda mais com nosso dólar nas alturas) e o mau humor das pessoas. Sério, no aeroporto de volta, eu já tava bem irritada com as pessoas e suas caras e atitudes nada amigáveis.
Como é que fica de cara feia em um paraíso daqueles??? Afff!

Sei que o post ficou enorme, mas tinha muita informação para dar e facilitar a vida dos futuros visitantes.
Recomendo fortemente entrar no Booking e ver foto dos hotéis e dos quartos.

Post relacionados:
Primeira viagem internacional com criança

Próximos posts:
– The Cove
– Carrinho Yoyo: o melhor do mundo para viajar
– Hotel em Fort Lauderdale
– Hotel em Miami
– Programação kids em Miami

Para me seguir no Instagram: @cuca_martins

Assuntos Relacionados

Faça um Comentario no Facebook deste assunto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *