Por Cuca
31 março, 2017

Roséola infantil


Febre alta sem motivo aparente, coriza, diarreia, garganta vermelha e pontinhos vermelhos pelo corpo. Esses podem ser alguns dos sintomas de uma doença muito comum em bebês, chamada ROSÉOLA (ou exantema súbito).
Mãe de primeira viagem, eu nunca tinha ouvido falar nem no nome e nem sobre os sintomas.
Mas é bom saber, pois é bem comum e deixa a gente desesperada!

Aqui em casa, começou dessa forma:
Final de semana nariz escorrendo, aí você pensa: “Deve estar começando a ficar resfriada”. Na madrugada de domingo pra segunda amanheceu fervendo de febre e o intestino meio solto. Fiquei em semi panico, pois ela havia tomado uma vacina uns dias antes que poderia causar febre tardia.
Segunda apesar da medicação, a febre não cedia. Virei a madrugada de segunda para terça em pânico e a febre seguiu mais um dia. Medicava e pouco depois voltava.
Falei com a pediatra da minha desconfiança do efeito da vacina é a gente combinou de observar.
Terça para quarta mais uma noite em pânico, a febre não cedeu.
Quarta a manhã toda com febre e largada, chorando… e a gente com o coração partido e aflita.
Peguei minha filha e me mandei pra São Paulo (moro no interior agora).
Febre é algo que não se brinca, principalmente em bebês. Queria ir na pediatra e estar perto de grandes hospitais.
Cheguei no consultório e a primeira coisa que ela disse era que tinha uma enorme chance de ser a tal roséola. Se a febre não começasse a ceder a gente abriria a possibilidade de uma possível infecção urinária.
Bom, a febre foi diminuindo e quinta ficou boa. Na sequência vieram os pontinhos vermelhos espalhados pelo corpo.
Bingo! Era roséola!

Vou até postar uma foto da Internet para saberem como são os pontinhos, que não necessariamente são essa quantidade toda. Da Sophia foi menos que isso.


Segue um resuminho da explicação que tirei do Babycenter:
” É uma daquelas doenças inofensivas da infância mas que deixam os pais malucos de preocupação. Começa com uma febre bem alta, sem explicação, e atinge principalmente crianças entre 6 meses e 6 anos, predominando nas menores de 2. A roséola é causada por um vírus, o vírus do herpes humano tipo 6 (HVH-6) e 7 (HVH-7), e é transmitida pela saliva (pense em todos aqueles brinquedos que são mordidos por todas as crianças da escolinha). É difícil identificar onde ocorreu o contágio, porque a roséola é transmitida quando a erupção de pele ainda não apareceu, e o período de incubação vai de 5 a 15 dias. ”
Meu primeiro conselho é o seguinte: febre alta, procure o médico. Se não for nada grave, melhor! Amém.
Meu segundo conselho: se seu filho tiver Roséola ou outra doença contagiosa e costuma frequentar parquinhos ou escolinha, evite mandar e avise as outras mães.
Da mesma forma que a gente não quer que nosso filho seja contaminado, outros pais também não querem, né?

Para me seguir no INSTAGRAM, é @cuca_martins
Aqui do lado esquerdo, curta a página do Facebook!

 

Assuntos Relacionados

Faça um Comentario no Facebook deste assunto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *