Por Cuca
8 novembro, 2015

Gravidez: todos os meus sintomas!

sintomas gravidez blog cuca martins
Algumas mulheres passam pela gravidez sem nenhum “efeito colateral” – digamos assim. Se você é uma dessas abençoadas, como diria Padre Marcelo: “Erguei as mãos e dai glória a Deus!”.
Outro grupo, tem sintomas leves que normalmente desaparecem ao completar 12 semanas (aproximadamente 3 meses). É amiguinha, se você se encaixar nesse perfil, agradeça ai também.
AND tem a terceira categoria – da qual fiz parte – que tem todos os sintomas e mais alguns… e que podem inclusive não passar ao chegar nas 12 semanas!
E por que resolvi contar pelo que passei e tudo que senti? Pois durante essa fase, me senti muito fragilizada física e emocionalmente. E para piorar, quem nunca passou por isso, acaba julgando e muitas vezes sendo muito cruel com quem está vivendo este momento – desesperador – é a melhor palavra!
Leia, se sinta abraçada virtualmente  e saiba que não é fresca e nem louca!

Eu realmente tive TODOS OS SINTOMAS do mundo e mais alguns.
Vou descrever as coisas que senti e se você estiver passando por isso, vai saber que não está louca…
A maior parte começou lá pela 7° semana (no meio da minha viagem para Itália) e foram até quase a 17° semana.
Tentei milhares de coisas nesse período e sabe como passou? Foi do dia para noite, como mágica mesmo. Um dia acordei e não sentia mais aquele mal estar insuportável e as dezenas de sintomas.
Eu juro que em um certo ponto, achei que nunca ia acabar. Foram mais de 2 meses acordando e dormindo com a pior sensação do mundo. Parecia uma eterna ressaca, da pior possível e sem fim.
É muito difícil essa fase, porque as pessoas te cobram, te julgam, de certa forma até te provocam… te fazem sentir culpada por algo que o seu organismo está fazendo com você.
Foi muito difícil “curtir” a gravidez nessa fase. Eu estava muitooo feliz de estar grávida, muito mesmo…mas me sentia muitooo mal o dia todo, todos os dias. E um sentimento não tem nada a ver com o outro. Você pode amar estar carregando o seu bebê e odiar estar passando por tudo aquilo, naquele momento. Até porque, só uma pessoa maluca gostaria de acordar e ir dormir passando mal todos os dias.
Nesse período eu me descrevia como uma moradora da cracolândia! Era a melhor definição para a forma como fiquei: “Me arrastando pela casa, de pijamas, descabelada, pálida, vomitando e bem fraca…”
Quanto glamour, né? hahhah Ninguém me falou que poderia ser assim e quando aconteceu, pouquíssima gente me amparou.
Uma das pessoas que mais me ajudou nessa fase, foi a minha mãe. Muitas vezes temos nossas diferenças, mas minha mãe passou exatamente a mesma situação na minha gravidez e da minha irmã…então ela sabia muito bem o que eu estava sentindo naquele momento.
Um conselho: se respeite e faça apenas o que tem disposição e condições de fazer nessa fase. No meu caso era: nada!
Mais um conselho: não tente explicar e dividir o que está sentindo com pessoas que nunca passaram por isso e principalmente, as que não tem a menor sensibilidade para entender. Elas só vão te fazer se sentir pior. Acredite em mim! Ouvi cada coisa tão absurda nesse período, que não falaria o que me falaram, nem para um inimigo. Como tem gente sem noção!
Sempre me falavam para parar de reclamar (como se eu fosse uma chata idiota) e que deveria estar feliz por estar grávida e esse era o melhor momento da vida! Oh my God, tão clichê, que fere a minha inteligência.
As frases iam desde “Para com isso, você está fazendo mal para o seu filho!” até “Nossa, você está muito baixo astral e amarga!”. Oi? Acho que não merece nem resposta, né?
Mas machuca! Ainda mais uma pessoa que já está tão fragilizada física e emocionalmente, num período que todos dizem “que é a melhor fase da vida da mulher”.
É muito mito, muito tabu e muita ilusão sobre a gravidez! Por que ninguém nunca fala que nem todo mundo fica radiante, maravilhosa e se sentindo flutuando?
Se nenhuma pessoa é igual a outra em relação a nada nessa vida, se uma mesma mulher pode e normalmente tem gravidezes diferentes, se cada organismo e corpo são totalmente diferentes… de onde as pessoas tiraram que toda gravidez é igual? Que todo mundo se sente igual? Isso é cruel! Principalmente quando vem de uma outra mulher uma interpretação mesquinha e vazia, de que é impossível que você esteja se sentindo “tão mal assim”!
Não dê ouvidos! Você já tem muitos outros sentimentos dentro de si para se preocupar. Se cerque de quem te entenda, fique sozinha se preferir e curta você e seu bebezinho.
Agora vamos falar dos deliciosos sintomas que senti. Assinale as alternativas que você teve! hahah

– ENJOO
Eu acordava enjoada todos os dias. No momento que eu abria o olho, já estava enjoada. Essa sensação de ressaca de vinho, me acompanhava até a hora de fechar os olhos.
Eu tinha medo de comer, pois sabia que ia passar mal na sequência. Mesmo assim comia. Eu sentia fome. Meus maiores companheiros nessa fase: tapioca, suco verde, carne moída, arroz branco e macarrão. Era o que mais descia nesse período.
Vou fazer um segundo post com todas as alternativas e milagres para passar o enjoo. Eles devem funcionar sim para quem tem sintomas leves. No meu caso, não fazia nem cócegas…

– AZIA
Em alguns momentos eu achei que estava grávida de um dragão que cuspia fogo dentro da minha barriga e não uma linda e fofa bebezinha! hahaha Minha azia era tão forte, que associada ao meu enjoo, me fazia vomitar!
Agora no sexto mês, eu ainda tenho um pouco de azia a noite. Nada comparável ao que já tive. Acho que meu dragãozinho está mais calmo!

– VÔMITO
Cheguei a vomitar cerca de 8 ou 9 vezes por dia, durante mais de um mês. Muitas vezes, um copo de água me fazia vomitar. Foi terrível essa fase.
Durante uma conversa com meu marido, levantava 4 ou 5 vezes do sofá para glamurosamente (essa palavra não existe) vomitar. Até que ficava cansada e ia para o quarto.
Sai muito pouco de casa nesse período, por esse motivo. Do nada tinha que sair correndo para vomitar…e isso não é nada elegante de se fazer no meio da rua.

– SALIVA ÁCIDA
Fiquei uns 2 meses produzindo muita saliva e tinha que cuspir toda hora. Muitas vezes, se juntava com a azia e era um cuspinho azedo, meio vômito (nojento, eu sei)/meio refluxo.

– GOSTO DE COCÔ NA BOCA
Esse acho um dos mais glamurosos. Gosto de cocô na boca é pra acabar, né?
Eu achei que só eu tinha adquirido essa proeza, mas ai mais 3 amigas me falaram desse gostinho delicioso que também sentiram.
Claro que nunca comi cocô, mas a gente imagina o gosto, né?

– SOLUÇO
Eu parecia bêbada em final de balada…soluçava o dia inteiro! hahha É rir para não chorar minha amiga!

– DOR DE CABEÇA
Senti muitaaaaaa dor de cabeça e comecei a tomar Novalgina em gotas, pois minha cabeça quase explodia nessa época. E o mais engraçado é que nunca tive quadro de dor de cabeça na vida. Só de ressaca mesmo… Hoje entendo as pessoas que sofrem de enxaqueca! Vai se tratar amiga, não é coisa de Deus! Quase enlouquecia com a dor na minha cabeça…

– OLHOS IRRITADOS
Sabe aquela sensação de areia no olho que a gente tem quando está com gripe? Esta mesmo!
Talvez fosse pela dor de cabeça constante, não sei…

– GENGIVA e NARIZ SANGRANDO
Isso continua até hoje e dizem que é bem normal acontecer na gravidez.

– PAVOR DE CARNE VERMELHA, CARNES CRUAS E SANGUE
Eu sempre amei carne vermelha mal passada, eu cozinho (obviamente carnes cruas inclusive) e nunca tive problemas com sangue. Mas um pininho virou na minha cabeça e durante uns 3 meses eu não conseguia ver e nem tocar em carnes cruas. Foi bem estranho… eu ia no supermercado e na hora que via a carne, eu começava a passara mal, de dava mal estar….eu não conseguia nem segurar o pacote de carne crua.
Eu estava sem funcionária nesse período e solução nessa época foi:  nos finais de semana eu ia em restaurantes para comer carne! Mas mesmo na churrascaria, não podia ver o garçom cortando a carne e nem carne sangrando. Parece coisa de doido, né? Passou…
Lembrando que grávidas precisam do ferro fornecido pela carne vermelha e eu já tenho histórico de anemia. Além da carne nos finais de semana, comia muitas folhas verde escuras e grãos.

– NOJO
Peguei nojo de várias coisas: comidas, cheiros e por ai vai. Coisas que nunca tive nenhum problema, viraram. Banana foi uma delas. Sempre amei banana, mas fiquei uns meses sem poder comer que me fazia vomitar. Chocolate era outra coisa que não suportava. Em compensação agora, me acabo!
Creme de cabelo, perfumes…. entrou tudo no bolo.

– IRRITAÇÃO
Não sei se eram os hormônios e estar convivendo com todos esses sintomas ao mesmo tempo…o que sei é que fiquei bem irritada e sem paciência. Até a voz de algumas pessoas me irritava. Na verdade, essa parte não passou totalmente! ahhahah

– FRAQUEZA
Bom, vomitando, passando mal e com dores, acho que é até natural se sentir fraca e mole, não?

– DESEJOS
Nem no começo e até hoje não tive desejos muito absurdos, apenas senti muita vontade de comer algumas coisas.  Teve a época de uma salada específica, a época do açai, da mexerica, dos doces… cada hora “noio” com uma coisa.

– SONO
Tive um pouco de sono no primeiro mês.
Durante todo período que passei mal, quase não dormia. Ia pra cama lá pela 1 da manhã e no máximo as 6 da manhã já estava de pé. Nem um cochilinho a tarde. Que droga, né? Ficava bem acordada o dia todo revirando de passar mal.
De acordo com a Lei de Murphy – aquela que sacaneia  a gente – quando parei de passar mal, começou a me dar um pouco mais de sono. Hoje tiro uns belos cochilos a tarde, se puder.

Acho que era basicamente isso!
Fácil, né?
Bom, se você está passando por esse momento, só te digo uma coisa: vai passar, só não sei quando! Cada organismo funciona de uma forma, então não dá para prever.
Força ai…eu sei que é difícil pra cacete! Estou torcendo por você. E se quiser, conte sua história aqui no blog. É muito bom colocar pra fora o que a gente está sentindo.
Eu deveria ter escrito esse texto naquele período (uns meses atrás), mas não conseguia nem olhar para o computador. O mal estar realmente me impossibilitava de fazer qualquer coisa.

Você já ouviu falar de HIPERÊMESE GRAVÍDICA?
O quadro bem crítico de enjoos leva o nome de hiperêmese gravídica. A princesa Kate costuma ter isso durante suas gestações e quase sempre é internada. Normalmente você acaba sendo internada quando há perda de peso, pois você não consegue comer ou nada para no seu estômago.
No meu caso não perdi peso, pois mesmo virando do avesso, eu comia. As vantagens de ser ogra! haha Mas cheguei a perder potássio e etc. Pesquisei bastante e vi que mulheres que possuem intolerâncias alimentares  (meu caso), tem maior possibilidade de ter esse quadro. Nesse link você pode ver melhor. Depois faço um post sobre o assunto.
Na verdade, quando contei isso para algumas pessoas, foi mais um motivo de tirarem sarro. Piadinhas do tipo: “A Cuca acha que é princesa!”. Fofos, né?

Outros assuntos de grávida:
Cremes para evitar estrias e cuidar da pele na gestação
Protetor solar com base
Inspiração quarto de menina
Berços multiuso

Próximos posts para grávidas:
– Todos os recursos para passar ou melhorar o enjoo
– 10 coisas que não se deve dizer à uma grávida
– Creme para tratar o mamilo e prevenir rachaduras na amamentação

Sobre o que você quer ler? Deixe suas sugestões aqui.

Para me seguir no Instagram: @projetomestrecuca
Curta nossa página no Facebook, aqui do lado esquerdo.

Assuntos Relacionados

Faça um Comentario no Facebook deste assunto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 Comentário:Gravidez: todos os meus sintomas!

  1. Tatiane Lima

    Cuca me identifiquei muito com sua experiência.
    Principalmente porque estamos na mesma semana, 22. E seremos mãe de menina.
    Tenho 34 anos e assim como você tenho intolerância a glúten e a lactose. Então imagine ficar grávida para mim não está sendo fácil, com tantas restrições rsrsrs.
    Tive enjoos durante os três meses…Mas sem vômitos… não sei o que é pior. Eu tinha muita fome. E conseguia me alimentar até demais. Eu comia para ver se os enjoos iam embora kkkk. Mas não funcionava.
    Como você falou, a gente fica tão lesada nessa época que o glamour vai embora. Eu tinha preguiça pra tudo… nada me animava. Ir para o trabalho era um verdadeiro martírio. Pior que todos acham que é frescura…. Mas ninguém vai acreditar até passar por isso.
    Agora com 5 meses, posso dizer que estou curtindo muito minha Lorena ?. Sem enjoos vivo lutando contra a balança porque sou baixinha rsrs.
    Ah, uma coisa que esqueci de falar e que eu não comia carne… Mas virei uma carnívora… o que eu tive aversão foi do salmão que eu tanto amava…
    Quanto aos perfumes viraram meus inimigos, tadinho do meu marido. Ai se ele passasse um perfume. Tem uma marca de amaciante que eu não posso sentir o cheiro até hoje.
    Sofri muito com meu intestino preso. Gases. Vitaminas. Mas agora me sinto mais leve… embora não posso abusar na alimentação para não sofrer. Porque depois que eu operei do intestino nunca mais minha vida foi a mesma. Consequência de uma endometriose.
    Quero elogiar sua iniciativa. Sempre copio seus pratos saborosos… macarrão de abobrinha é meu predileto.
    Lembra que você me ensinou a fazer o Kibe de quinoa rapidinho enquanto estávamos na loja cerealista? Fiz e amei!
    Quero te desejar uma ótima gravidez e que a Sophia venha com muita saúde ?.
    Um grande beijo. Tatiane Lima

    • projetomestrecuca

      Oi Tati!
      Lembro sim! hahha Eu falo pelos cotovelos e faço amizades em supermercados, açougues, filas… antigamente era na balada! Fiquei velha! hahah
      Obrigada! Desejo o mesmo para você e sua baby!
      Quantas coincidências!!! Estou passada. Estamos juntinhas mesmo.
      Sei bem como é a questão das restrições na gravidez. Sou celíaca e tenho ido a pouquíssimos restaurantes com medo de contaminação. Minha intolerância a lactose melhorou muito na gravidez sabia? Meu corpo está aceitando bemmm melhor a lactose. Eu estava bem intolerante antes da baby.
      Eu nem tinha preguiça nesse período, eu fiquei ligada no 220 v, mas totalmente atordoada de tanto passar mal!
      Depois que passa é outra curtição, uma delícia! Quando você sente mexer, é tão gostoso…
      Sobre a balança, ainda não tá feio pro meu lado! hahah Sou super comilona, mas como super saudável. O problema é que de uns tempos pra cá estou enlouquecida por doces, sorvetes e chocolates. Esses tem sido meus pecados. Agora como estou de repouso, comecei a me preocupar mais. Pois dizem que a partir do 5/6 mês que engordamos, né?
      Imagina isso + doces + repouso! hahahah
      Boa sorte pra nós! E quando sua lindeza nascer vou querer ver uma foto!
      Super beijo

    • Cynthia

      Eu sei o que você quer dizer. Eu tenho ambos, enjoos com vomito e sem. Olha, nem sei quais dias são piores! Quem nunca teve acha que se não ta vomitando ta bem, mas não é bem assim. Não sei com vc, mas pelo menos comigo, sempre que to assim eu tenho uma náusea forte, o estômago contrai como se fosse vomitar, sinto algo horrível, mas só sai ar e barulhos estranhos, isso sem parar. As vezes passo por isso por uma eternidade e aí vem o vomito de fato. É a coisa mais estranha que já vi, nunca imaginei passar por isso na vida. Vivo com tontura, fraqueza, e mal estar. Não consigo mais sair de casa nem para ir na esquina…
      A maioria das noites eu acordo entre 2 e 4 da manhã com os enjoos e tenho que deitar no banheiro pq não tenho forças de ficar indo e voltando.

      também já passei pela fase de tentar esconder esse enjoo com comida, para ver se pelo menos por um segundo passa o gosto ruim na boca, mas aí comer tbm da enjoo. É duro demais!!!
      Meu Deus. Eu só pensava em dor do parto, nunca imaginei que o começo da gravidez pudesse ser tão sofrido assim. =(

      • projetomestrecuca

        Te entendo!
        Mas te digo que minha filha já está com 2 anos e a gente meio que esquece tudo isso e a alegria que é ter um filho, faz absolutamnete TUDO valera a pena.
        Mas foi muitoooo sofrida minha gravidez e não um mar de rosas como muitos me diziam ser!
        Melhoras pra vc!!

  2. elizangela

    Gente parece que eu estava lendo minha própria vida. Tinha sensação de má digestão tipo quando vamos a um churrasco e exageramos nas gorduras e de madrugada acordamos desesperadas por um sal de frutas…mas neste caso a sensação não passa nunca… Affff
    Fiquei babando até uns 6 meses, andava com umas toalhinhas, um horror, passava vergonha.
    Senti até vontade de morrer, hoje fico arrependida, claro.
    Ninguém entende a profundidade do mal estar…e pior que eu ficava tentando explicar…Ahh nem…
    Graças a Deus minha médica foi bem compreensiva e me deu bastante licença médica.
    No momento estou grávida do segundo filho com 4 semanas, meus sintomas na primeira gravidez começaram por volta da 6ª semana, peço a Deus que me dê uma gravidez tranquila desta vez.
    Abraços

    • projetomestrecuca

      Pois é Elizangela,
      nem adianta tentar explicar! A gente passa por louca, chata, exagerada, baixo astral…mas graças a Deus uma hora passa. E a gente aprende a julgar menos e sentir pena das pessoas que nos tratam dessa forma!
      Se Deus quiser dessa vez sua gestação será diferente! Dizem que a segunda é diferente da primeira e assim por diante! VocÊ merece uma segunda gravidez sem nadinha de sintomas! E eu também! ahhaha
      Beijos

  3. Mayara Cardoso

    Li esse post e achei que era eu kkkkkkkkkk.
    Meu Deus, nunca achei que seria uma gravida com enjoos, vomitos e tudo que se tem nessa fase. Estou na 13 semana e ainda a mesma coisa, nem o remedio que minha médica me receitou ajuda. Eu sempre amei dormir, agora então…. nas primeiras semanas não senti nada, achei que seria uma fase linda. Aí aí entrei na 7 semanas.
    Prazer, enjoo, sono, vomitos, asia, cansaço extremo !!!!!!
    Agora que melhorou 10%, mas ainda continuo muito cansada, sem vontade de nada, até pra tomar banho é uma luta contra eu mesma.

    Espero que tudo isso passe ou que pelo menos diminua.

    Beijos

    • projetomestrecuca

      Pois é… eu também achei que ia passar ilesa! hahah
      Sorte de quem não tem nada, mas é bom saber que a gente não tá sozinha e que a gravidez nem sempre é o mar de flores que pintam né? 🙂
      Boa sorte!
      Só digo que passa… hahah
      Beijos

  4. Mariana

    Me identifiquei muuuuito com seu texto!!!
    Meus sintomas começaram na 8ª semana. E de lá pra cá (estou na 16ª) não melhorou quase nada! Pior, teve sim umas fases de 3 dias boa, que me davam uma esperança de tudo ter passado, e de repente, voltava tudo quase pior que antes.
    Não aguento mais, estou realmente cansada disso. Principalmente de nunca puder responder sinceramente quando me pergunto como estou. Sempre tento dar uma amenizada, pq acho que as pessoas vão me achar uma fresca/preguiçosa/chata/reclamona se eu responder como realmente estou me sentindo.
    Obrigada por expor seus sentimentos de uma maneira tão realista e que acredito que muitas de nós gravidinhas nos sentimos mas não queremos falar.
    Um forte abraço!

    • projetomestrecuca

      Que bom ler seu relato!
      Realmente, muitas vezes acho que muitas mulherres não se sentem bem, passam mal e ficam constrangidas de falar a verdade temendo o julgamento dos outros. Quem sim, acontece!
      Mas pelo menos, lendo meu texto talvez não se sintam tão sozinhas nesse drama.
      Vai passar Mariana, mas sei que não é fácil!
      Força na peruca!
      Beijos

  5. Geisr

    Nossa muito bom ler isso é ver que não estou sozinha nessa é nem estou louca, porque é isso que as pessoas fazem você sentir que está louca, fazendo drama, com preguiça e várias outras coisas que só te colocam para baixo.
    Estou com 12 semanas e tenho todos esses sintomas citados no texto e já emagreci 4 kilos e meio não consigo beber nem água e os médicos dizem que é normal, não consigo trabalhar, não faço nada em casa só quero ficar deitada de pijama e descabelada o dia todo, não sei mais o que fazer é não aguento as pessoas me julgando, não vejo a hora disso tudo passar e eu conseguir curtir minha gravidez.

    • Rafaele

      Bem no início da minha gestação não sentir absolutamente nada estava sendo tudo tranquilo se me perguntar quais sintomas de gravidez eu não sei dizer única diferença vi nos seios desde as primeiras semanas que foi a sensibilidade agora estou de 35 semanas de gestação e tá aparecendo incômodos que pra mim tá sendo insuportável e dar até medo que é dores pelvicas ,nas pernas insuportável as dores um cansaço horrível noites e mais noites sem dormir desde o início não tive sono mesmo mais só piorou ahh tive uma alergia ao suplemento vitamínico o sulfato ferroso me deu uma tosse seca horrível que nao parava nem com água ai fui parar no alergista o lado da gravidez que estressa é que não podemos fazer certos tipos de exames para preservar o bebê e tbm não podemos tomar nenhum medicamento sem orientação médica então é igual vc tem que sofrer até dizer chega rs voltando ao assunto agora estou gripada o nariz congestionou e acho que estou com sinusite uma dor insuportável na cabeça parece que vai explodir sem respirar direito garganta doendo dor no corpo, diarreia e sem dormir fui no upa me deram só soro na veia e dipirona melhorou mais depois voltou tudo de novo em casa conclusão cabeça doendo mais ainda eu achando que é pressão mais quando vou aferir tá tudo normal graças a Deus e pedi um raio-x a médica disse que não ia passar e só receitou antibiótico sem ter nenhum diagnóstico de que era sinusite ,rinosoro ,anti alérgico e tome dor eu fico com medo não aguento mais vou pra o médico pedir pra fazer meu parto com 38 semanas .

  6. Andrêzza

    Eu choro tds os dias ,já n consigo mais trabalhar, me sinto de ressaca tds os dias e tds as hrs , estou de 7 semanas e ninguém nunca havia me falado sobre essas coisas, tem hr q eu penso q vou morre , q n vou aguentar mais . Não como mais nd por causa do enjoou, estou sobrevivendo a base de água de Coco e sorvete pra acalmar a barriga q vive quente. Me ajudem pelo amor de Deus… aah e dica pra enjoou q ajuda um pouco eh água cm gás e umas rodelas de limão.

    • Cuca Martins

      Olha Andrezza!
      Eu realmente sei como você se sente. Também tive sintomas terríveis e ninguém tinha me contado e pouca gente me acolheu.
      Força, que a única coisa que posso dizer é: vai passar!
      E Tudo isso vai valer MUITO a pena
      Beijos com carinho